Como falar com seu companheiro sobre bexiga hiperativa

Quer saber como conversar com o seu companheiro ou a sua companheira sobre a sua bexiga hiperativa? Leia as nossas dicas para iniciar a conversa sobre incontinência de forma equilibrada e confiante.

Aborde o assunto de frente, em vez de esperar que o seu companheiro ou a sua companheira lhe pergunte. Se você estiver se comportando de forma estranha, a verdade pode ser um alívio para o seu companheiro ou a sua companheira, que pode estar se esforçando para entender o que está acontecendo. Aqui estão mais algumas sugestões de como conversar com seus entes queridos de forma equilibrada.

Como você iniciaria a conversa?

Eles podem ter notado ou comentado as suas frequentes visitas ao banheiro ou a sua relutância em participar de determinadas atividades; portanto, esse é um ótimo ponto para começar. Por exemplo, você pode começar dizendo: “Ultimamente, tenho ido ao banheiro mais vezes do que costumava, é por isso que estou tendo dificuldades para frequentar lugares como cinemas ou fazer longas viagens de carro. É difícil ir ao banheiro em lugares como esses.“ Isso ajudará a explicar a sua mudança de comportamento e informará ao seu companheiro ou à sua companheira como a bexiga sensível está afetando a sua vida.

Vá devagar para que ele(a) possa ter tempo para compreender

Embora o seu companheiro ou a sua companheira provavelmente seja compreensivo(a), é importante lembrar que ele(a) pode não ter ideia do que você está passando ou por quê. Conte-lhe sobre os seus sintomas e explique como eles estão afetando a sua vida e o impacto deles no seu relacionamento.

Explique que a sensibilidade da bexiga é um problema comum

Ajude o seu companheiro ou a sua companheira a entender como, por que e quem sofre de bexiga sensível. Uma em cada três mulheres adultas! Tranquilize o seu companheiro ou a sua companheira, mencione que você está experimentando maneiras de melhorar o seu controle da bexiga, além de estar fazendo os exercícios de Kegel.

Continue conversando

Incentive o seu companheiro ou a sua companheira a fazer perguntas, para que vocês possam lidar em conjunto com a bexiga hiperativa. Você se sentirá muito aliviada depois disso. Não é bom pensar que você terá alguém com quem conversar que entende e se importa com você?

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados